Como parar de beber? Dependência ao álcool

Parar de beber. A bebida alcoólica é um dos assuntos mais discutidos hoje em dia, pelo fato de terem dois lados. Assim, temos os conscientes e controlados que conseguem consumir pequenas quantidades  casualmente ou raramente e podendo proporcionar  a si mesmo um tipo relaxamento em suas horas de lazer, não havendo nenhum risco eminente. Já o lado compulsivo e descontrolado tem aqueles que consumem de modo excessivo desenfreado colocando a sua vida e de outros em risco. Mas, tudo o que é em excesso nos fazem mal.

Algumas pessoas que ingerem quantidade excessiva de álcool estão desencadeando a dependência alcoólica, como também, esta desenvolvendo risco a sua saúde como:

  • Problemas nas cavidades vocais
  • Mau funcionamento do sistema renal
  • Mau funcionamento do pâncreas
  • Diabetes

A partir do momento que identificado a dependência alcoólica, tanto usuário quanto familiares podem esta buscando novas alternativas para que consiga a combater a dependência e parar de beber. Por exemplo:

Como parar de beber – Sugestões

  • Realizar atividades prazerosas que não se relaciona de forma alguma com a bebida
  • Evite ambientes e pessoas que encorajam a beber
  • Procure desenvolver um hobby
  • Pratique esportes/ alguma atividade física

Caso se sentir que a situação está ficando muito difícil por parar de beber, procure por um especialista, comece a fazer um tratamento com um psicólogo para que possa se organizar emocionalmente, pois a dependência consegue nos transformar da pior maneira não deixando ter controle de si próprio por quanta desse fato é imprescindível o apoio de amigos e familiares durante todo o processo e após dela também.

Por fim, o envolvimento do dependente  é essencial para a superação desse e das quaisquer substancias psicoativa, porque a partir delas que o usuários deverá tiras sua auto-analise e motivos para que incentivem a parar de beber. Mas, caso  o usuário não se permite a parar de beber familiares poderá recorrer a casas de reabilitação involuntária de sua cidade, assim sendo , instruídos da melhor forma de como , o que fazer e como agir.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *